Catarinense, mas carioca de coração. Apaixonada por tudo que envolve o incrível universo feminino. Sejam bem vindos.



“Dizem: quando nasce um bebê, nasce uma mãe também. E um polvo. Um restaurante delivery. Uma máquina de chocolate prontinho. Uma mecânica de carrinhos de controle remoto. Uma médica de bonecas. Uma professora-terapeuta-cozinheira de carreira medíocre. Nasce uma fábrica de cafuné, um chafariz de soro fisiológico, um robô que desperta ao som de choro. E principalmente: nasce a fada do beijo.
Quando nasce um bebê, nasce também o medo da morte – mães não se conformam em deixar o mundo sem encaminhar devidamente um filho.
Não pense você que ao se tornar mãe uma mulher abandona todas as mulheres que já foi um dia. Bobagem. Ganha mais mulheres em si mesma. Com seus desejos aumentam sua audácia, sua garra, seus poderes. Se já era impossível, cuidado: ela vira muitas. Também não me venha imaginar mães como seres delicados e frágeis. Mães são fogo, ninguém segura. Se antes eram incapazes de matar um mosquito, adquirem uma fúria inédita. Montam guarda ao lado de suas crias, capazes de matar tudo o que zumbir perto delas: pernilongos, lagartas, leões, gente.
Mães não têm tempo para o ensaio: estreiam a peça no susto. Aprendem a pilotar o avião em pleno voo. E dão o exemplo, mesmo que nunca tenham sido exemplo. Cobrem seus filhos com o cobertor que lhes falta. E, não raro, depois de fazerem o impossível, acreditam que poderiam ter feito melhor. Nunca estarão prontas para a tarefa gigantesca que é criar um filho – alguém está?
Mente quem diz que mãe sente menos dor – pelo contrário! Ela apenas aprende a deixar sua dor para outra hora. Atira o seu choro no chão para ir acalentar o do filho. Nas horas vagas, dorme. Abastece a casa. Trabalha. Encontra os amigos. Lê – ou adormece com um livro no rosto. E, quando tem tempo pra chorar – cadê? -, passou. A mãe então aproveita que a casa está calma e vai recolher os brinquedos da sala. Como esse menino cresceu, ela pensa, a caminho do quarto do filho. Termina o dia exausta, sentada no chão da sala, acompanhada de um sorriso besta. Já os filhos, ah Filhos fazem a mãe voltar os olhos para coisas que não importavam antes. O índice de umidade do ar. Os ingredientes do suco de caixinha. O nível de sódio do macarrão sem glúten. Onde fica a Guiné-Bissau. Os rumos da agricultura orgânica. As alternativas contra o aquecimento global. Política. E até sua própria saúde. Mães são mulheres ressuscitadas. Filhos as rejuvenescem, tornando a vida delas mais perigosa – e mais urgente.
Quando nasce um bebê, nasce uma empreiteira. Capaz de cavar a estrada quando não há caminho, só para poder indicar: É por ali, filho, naquela direção.”
Cris Guerra

<3 tão lindo ! Amei ! Boa semana para nós.

SONY DSC

Como a Maria Antonia já passou por aqui para contar que ela completou 6 meses, hoje vim mostrar o que preparei para esse dia tão especial.

Quem me conhece sabe que eu amo comemorações e por isso resolvi fazer um picnic para comemorar a data e juntar alguns amiguinhos.

Gente, preciso confessar quando ela fez 6 meses me deu um aperto no coração, minha bebezinha está crescendo tão rápido, e quando ela comeu a primeira papinha ?! Chorei rs !!! A mãe doida né, mas tanta coisa passa na minha cabeca que fico super emotiva.

Mas enfim, voltando ao picnic, eu ia fazer na grama e tal mas no dia estava ventando muito e resolvi fazer em uma área interna, afinal eram muitos bebes, arriscado pegar tanto vento, assim pudemos aproveitar bem mais.

Para as cores escolhi lilás e roxo, foi tudo feito em casa com muito amor e carinho, brigadeiro, sanduichinhos, suquinhos e tudo mais. O bolo ganhamos de uma amiga e outra amiga fez um bolinho gelado de coco. E nosso dia foi assim, recheado de amor, brincadeiras e muita gostosura.

Abaixo algumas fotinhas.

SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC SONY DSC

SONY DSCSONY DSC SONY DSC SONY DSC

 

Vovó Dedeia obrigada por toda ajuda e carinho.

26ago

Oi gente !!! Mais um mês se passou e voltei para contar as novidades. Olha que são muitas, cada mês um monte de coisas novas acontecem por aqui,

Já meço 67 cm e peso 7.230 kg. Crescendo e engordando muito bem, eu e mamãe ganhamos parabéns do pediatra na consulta.

Vocês acreditam que eu aprendi a fazer bolha de saliva ?! Acho a maior graça, as vezes faço tanto que até me engasgo rsrsrsrs.

Aliás me divirto com tão pouco. Tudo me distrai e sou muito curiosa e observadora.

Adoro colocar meu pé na boca, ainda bem que não tenho chulé ;)

Passo muito tempo deitada no meu tapetinho brincando e rolando e já me arrasto por ele inteiro.

Seguro os brinquedos com muita força e coloco tudo na boca, adoro sentir texturas novas e sabores ;)

Aliás falando em sabores, tem poucos dias que comecei a comer sopinha, hmmmm que delícia, como tudinho e se tivesse mais comia também. Mas não largo o peito da minha mãe por nada, vou continuar mamando até quando nós duas quisermos :) Ainda bem !!!

Sou super tagarela, adoro conversar, contar histórias e dar muitas gargalhadas.

Eu amoooo bonecas e ursos, converso muito com eles, só a gente se entende.

Fico sentada apoiada mas já estou quase sentando sozinha, até o próximo mês provavelmente já vou estar sentando sozinha dai conto tudo para vocês.

Meus pais brincam muito comigo e eu adoro, me divirto muito, eles me levaram no parquinho, andei no cavalinho, fui na balança e adorei.

Adoro também passear, tomar sol, escutar barulho de água e tomar banho, que delicia !!! Minha mãe disse que a partir de agora já posso ir na piscina e praia/mar, ela disse que vou adorar, porque amo água … não vejo a hora, depois conto tudo para vocês, ta ?!

Já tenho vários amiguinhos e nos divertimos muito juntos. Sou muito sociável, acho que puxei minha mãe né ?!

Acho que é isso, até o próximo mês pessoal.

Beijos,

Maria Antonia

foto 3-3 foto 2-5 foto 1-5

SONY DSC

 

 

Uma oração para os novos tempos
Que honremos o fato de ter nascido, e que saibamos desde cedo que não basta rezar um Pai Nosso para quitar as falhas que cometemos diariamente. Essa é uma forma preguiçosa de ser bom. O sagrado está na nossa essência, e se manifesta em nossos atos de boa fé e generosidade, frutos de uma percepção profunda do universo, e não de ocasião. Se não estamos focados no bem, nossa aclamada religiosidade perde o sentido.
Que se perceba que quando estamos dançando, festejando, namorando, brindando, abraçando, sorrindo e fazendo graça, estamos homenageando a vida, e não a maculando. Que sejam muitos esses momentos de comemoração e alegria compartilhados, pois atraem a melhor das energias. Sentir-se alegre não deveria causar desconfiança, o espírito leve só enriquece o ser humano, pois é condição primordial para fazer feliz a quem nos rodeia.
Que estejamos abertos, se não escancaradamente, ao menos de forma a possibilitar uma entrada de luz pelas frestas – que nunca estejamos lacrados para receber o que a vida traz. Novidade não é sinônimo de invasão, deturpação ou violência. Acreditemos que o novo é elemento de reflexão: merece ser avaliado sem preconceito ou censura prévia.
Que tenhamos com a morte uma relação amistosa, já que ela não é apenas portadora de más notícias. Ela também ensina que não vale a pena se desgastar com pequenas coisas, pois no período de mais alguns anos estaremos todos com o destino sacramentado, invariavelmente. Perder tempo com picuinhas é só isso, perder tempo.
Que valorizemos nossos amigos mais íntimos, as verdadeiras relações pra sempre.
Que sejamos bem-humorados, porque o humor revela consciência da nossa insignificância – os que não sabem brincar, se consideram superiores, porém não conquistam o respeito alheio que tanto almejam. Ria de si mesmo, e engrandeça-se.
Que o mar esteja sempre azul, que o céu seja farto de estrelas, que o vinho nunca seja proibido, que o amor seja respeitado em todas as suas formas, que nossos sentimentos não sejam em vão, que saibamos apreciar o belo, que percebamos o ridículo das ideias estanques e inflexíveis, que leiamos muitos livros, que escutemos muita música, que amemos de corpo e alma, que sejamos mais práticos do que teóricos, mais fáceis do que difíceis, mais saudáveis do que neurastênicos, e que não tenhamos tanto medo da palavra felicidade, que designa apenas o conforto de estar onde se está, de ser o que se é e de não ter medo, já que o medo infecciona a mente.
Que nosso Deus, seja qual for, não nos condene, não nos exija penitências, seja um amigo para todas as horas, sem subtrair nossa inteligência, prazer e entrega às emoções que nos fazem sentir plenos.
A vida é um presente, e desfrutá-la com leveza, inteligência e tolerância é a melhor forma de agradecer – aliás, a única.

Martha Medeiros

oracao

Boa semana para nós.

Dia dos pais está super chegando, mas sei que muita gente deixa para comprar o presente em cima da hora então resolvi dividir algumas sugestões de presentes que acho bacana para a ocasião.

Sempre falo que sou da teoria que uma carta e presentes feitos a mão são a melhor opção, se quiser complementa com algum outro presente, mas com certeza o que ficará lembrado e será especial é o feito por nós.

Esse ano será especial, o primeiro dia dos pais oficialmente do Antonio, meu marido, porque ano passado a Maria Antonia estava na barriga, mas mesmo assim ela já escreveu a primeira cartinha para o papai ;)

Acho muito fofo quando os filhos são crianças fazerem desenhos, cartinhas essas coisas fofas para os papais.

Também gosto de presentes tipo livro de fotos, porta retrato, caneca e copo de cerveja personalizado, almofada falando “melhor pai do mundo”, essas coisinhas.

Abaixo algumas sugestões.

porta-retrato-pai-sempre-da-uma-mao porta-retrato dicas-de-presentes-para-os-pais-6 presentes-criativos-para-o-dia-dos-pais4 images-5 kit office 3 Presente-para-Homem presentes-criativos-dia-dos-pais_10 images-4 melhores-presente-dia-dos-pais 6 kit mesa

 

E você, já comprou ou fez o presente do seu pai ?!

Esse ano estou adiantada, por aqui tudo pronto.